Ana Leite Faria

Saxofonista
post_evento_supertabi_2022.png
alfaria.JPG

Momento Cultural

Ana Leite de Faria nasce a sete de julho, no ano de 1987, na cidade de Braga. Inicia os seus estudos na área da música aos seis anos de idade, em piano clássico, no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian da mesma cidade, tendo obtido o oitavo grau do instrumento e aulas de ballet no mesmo Conservatório. 
O seu primeiro contato com o saxofone acontece no ano 2000, numa outra instituição educacional. Um ano mais tarde, dá continuidade ao estudo do saxofone, como segundo instrumento, na escola Calouste Gulbenkian. Integrada no curso de Formação Musical, passa a frequentar também, aulas de canto. No ano de 2009 finaliza o curso de Licenciatura em Música, como saxofonista, na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto (ESMAE), obtendo por unanimidade, a classificação máxima, pelo júri composto pelos professores: Henk van Twillert, Fernando Ramos, Tjako van Schie (pianista acompanhador), com quem tem o privilégio de trabalhar. No decorrer do seu percurso académico e artístico, participa em vários concertos por toda a Europa, nomeadamente, no Parlamento Europeu, Bélgica, International Saxophone Week, Amesterdão, e Yamaha Pro Custom Sax Tour 2008, integrando o Projeto Vento do Norte, um ensemble de 12 saxofones.
Ao longo da sua jornada como musicista, Ana Faria participa em seminários de Orquestra Clássica e Masterclasses de saxofone com António Belijar, Claude Delangle, Mario Marzi, Arno Bornckamp, Jean - Yves Formeau, Stéphane Laporte, Richard Ducros, Roberto Benitez, Gerard McChrystal, Xelo Giner, entre outros. Em Itália recebe dois prémios em concursos. Em 2005, no 5° Concorso Internazionale di Musica, Marco Fiorindo é-lhe atribuído o 3° prémio, e em 2007 no 7° Concorso Internazionale di Musica, Cittá di Chieri o 2° prémio. Em 2009, viaja para Lisboa com o objetivo de conhecer Christian Lauba, pianista e compositor de Steady Study on the Boogie, obra que vem a demarcar a sua atitude enquanto saxofonista. Desde cedo expande o seu percurso musical integrando o quarteto Honwana Jazz Quartet. Inicia assim o seu primeiro contacto com o Jazz, Improvisação e Composição Jazzística com o seu mentor, Alexandre Honwana. Nesta área trabalha como membro efetivo da Orquestra de Jazz de Braga, tendo realizado Workshops com Mário Laginha, Carlos Azevedo e Pedro Guedes.
Em 2011 é-lhe atribuída uma bolsa de estudos pela World Tour Schoolarship, tendo tido o privilégio de estudar numa das mais prestigiadas escolas de música da atualidade, Berklee College of Music, onde trabalha com grandes nomes da música atual: Greg Osby, Frank Tiberi, Shannon LeClaire, Dino Govoni, Harry Skoler, Ed Tomassi, entre outros.
Aprimora a sua experiência, não só como saxofonista, mas também no ramo da composição, Film Scoring. Na sua jornada pelos Estados Unidos tem a oportunidade de frequentar Jazz Clinics com grandes mestres como, Barry Harris em Nova York. 
Em Dezembro de 2016, conclui o Mestrado pela Universidade do Minho em Braga, Mestrado em Ensino da Música, na variante de Saxofone, tendo apresentado como trabalho de sua pesquisa o projeto intitulado, A Improvisação na Otimização da Aprendizagem do Saxofone no Ensino Especializado da Música.
Atualmente, em Portugal, apresenta-se, como mentora e diretora artística do programa ViVAMUS, sediado em Braga desde 2016. De sua índole pessoal, visa expandir, unificando perspetivas musicais, direcionando conteúdos e experiências a nível pedagógico. Tendo já apresentado parte deste ambicioso projeto em escolas portuguesas, torna-se membro do corpo docente em escolas de música de ensino especializado, Academia de Música de Castelo de Paiva e a Academia de Música Valentim Moreira de Sá, tendo lecionado a disciplina de opção, Acompanhamento e Improvisação e a de Saxofone.